Dicas de como entender os rótulos de alimentos

Rótulos de alimentos: o que vale a pena observar?

Dicas de como entender os rótulos de alimentosA praticidade no transporte e a facilidade de conservação de alimentos prontos para consumo faz com que eles estejam cada vez mais presentes no dia a dia da população. E, sendo assim, é de grande importância o conhecimento das informações nutricionais de cada produto, para que sejam realizadas escolhas conscientes.

E como saber se o produto tem uma composição nutricional adequada?

Segundo a legislação, a maior parte dos produtos alimentícios industrializados devem conter em sua embalagem a informação e composição nutricional do alimento, incluindo a lista de ingredientes e a tabela nutricional. E, neste caso, muitas vezes surge a dúvida de quais as informações mais importantes para serem olhadas.

Seguem alguns passos principais:

Olhe e analise a lista de ingredientes. A ordem dos ingredientes reflete a quantidade de cada um, sendo que vai do ingrediente presente em maior quantidade para o que aparece menos no produto. Por exemplo, um produto que tem como primeiro ingrediente o açúcar refinado apresenta grande quantidade deste nutriente em comparação com os que seguem na lista.

– Verifique, na tabela nutricional, o que significa uma porção do produto. As quantidades sempre se referem a uma porção usual de consumo (e não sempre ao pacote todo!), que deve estar representada também em medidas caseiras, para melhor entendimento, por exemplo: 1 colher de sopa, 1 fatia, 5 biscoitos, dependendo do tipo de produto.

– Analise a tabela nutricional. Fique de olho não só no valor calórico, mas também na porcentagem de gorduras saturadas, trans e sódio destes alimentos. Em muitas embalagens, atualmente, as quantidades destes nutrientes citados aparecem logo na frente do produto, em destaque, para facilitar que o consumidor encontre essa informação.

Os valores de porcentagem (% VD) que aparecem na tabela referem-se às quantidades diárias que devem ser ingeridas de cada nutriente, por exemplo, um produto que apresenta 10% de carboidratos fornece 10% das necessidades diárias deste nutriente. É válido lembrar que, esta estimativa de necessidades diárias encontrada na tabela nutricional é feita com base em uma dieta de 2.000 calorias – o que não vale para todo mundo, mas é uma referência de valor.

– Analise informações adicionais do rótulo. Existem diversos produtos no mercado que apresentam dados adicionais, tais como informações importantes sobre o consumo do produto e dicas gerais para uma vida saudável.

– Certifique-se que o produto está dentro da validade.

Procure se habituar a observar os detalhes das informações dos rótulos. Assim, fica mais fácil comparar as características nutricionais de produtos e fazer escolhas adequadas.

Nutricionista Bianca M. Chimenti Naves

Fonte

No comments yet.

Deixe uma resposta

Qual a resposta? *